Nesse mundo onde tudo é relativo, quem manda são as Contingências

Your comment You are on administração, contingência Edit posts?

Hoje eu vou falar um pouco sobre administração.
Você, com certeza, já escutou alguém ou mesmo já disse a seguinte frase “tudo é relativo”.
Sim, e o que isso tem haver com administração, pois bem meus amigos, essa frase serve como base para uma das mais recentes correntes teóricas da ciência administrativa, a Teoria da contingência (contingência significa situação, incerteza, eventualidade).
Basicamente, segundo essa teoria o modo que uma organização deve ser administrada depende da situação, que por sua vez é determinada pelo ambiente (leis, economia, concorrência, etc.) e pela tecnologia.
Agora você se pergunta “Sim, e eu com isso?”
Acontece que muitas vezes nós passamos por situações e utilizamos conceitos da teoria da contingência sem nem perceber. Sim, é sério, continue lendo o post e verá.
Um exemplo: quando você decide sair à noite, você faz uma avaliação dos possíveis locais que poderá ir, analisa o quanto de dinheiro tem que tipo de pessoas quer encontrar e depois de avaliar esses critérios e alguns outros, decide pelo lugar que irá, ou seja, a situação do ambiente determinou o lugar para onde você irá.
Ainda não se convenceu outro exemplo, um rapaz marca de ir à casa da namorada, e para economizar uma grana prefere ir de ônibus, só que esse demora tanto, que o rapaz para não chegar atrasado pega um táxi, gasta mais, porém não decepciona a namorada. No exemplo, podemos ver o quanto o ambiente influencia nas atitudes que temos que tomar para alcançar o que desejamos no caso o rapaz pagou mais caro, mas chegou na hora e encontrou uma namorada feliz, pois ele não estava atrasado, apesar de ter gasto um pouco mais.
Pois bem, já deu para perceber como a situação influencia, que as ações que devemos tomar para alcançar nossos objetivos (pagar mais caro por um táxi, por exemplo) dependem da chamada contingência e que a ciência administrativa está mais presente do que nós imaginamos.
« Previous
 
Next »
 

0 comentários:

Your comment / Nesse mundo onde tudo é relativo, quem manda são as Contingências